Polícia

Força-tarefa prende dois suspeitos de envolvimento no atentado a agente

Crime aconteceu no suposto dia de aniversário do PCC

Gerciane Alves Publicado em 31/08/2016, às 20h33

None
atentado_agente.jpg

Crime aconteceu no suposto dia de aniversário do PCC

Dois homens suspeitos de participar do atentado ao agente penitenciário Enderson Bogas Severi, de 34 anos, em Naviraí, cidade distante 359 quilômetros de Campo Grande, foram presos nesta tarde. Polícia Federal, Civil, Militar e até Ambiental estariam envolvidos nas buscas pelos outros dois suspeitos que aparecem nas imagens. O crime aconteceu no dia em que presos estariam comemorando o aniversário de criação da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Os suspeitos foram localizados por volta das 16 horas em Naviraí. As as motocicletas usadas no crime também foram localizadas. A polícia continua fazendo buscas na cidade par localizar a segunda dupla envolvida e mais pessoas que possam estar ligada a tentativa de homicídio. A identificação dos dois homens não foi divulgado.

Quadro delicado

O estado de saúde de Enderson é considerado grave e delicado. Ele passou por cirurgia no início desta tarde e está no UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Evangélico do município de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande.

Enderson teve o intestino perfurado por um dos disparos que o atingiram e durante o procedimentos cirúrgico foi necessário a retirada do baço. Segundo informações, o agente penitenciário foi encaminhado para o CTI, está sedado e seu estado de saúde é grave.

As próximas 48 horas são consideradas delicadas e de extrema importância. A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) juntamente com policiais militares e civis fazem a segurança do local.  

Aniversário do PCC

Detentos de várias unidades penais de Mato Grosso do Sul estariam realizando festas nesta quinta-feira (31) em comemoração ao suposto aniversário da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). A facção criada por detentos do Anexo da Casa de Custódia de Taubaté, o Piranhão, estaria completando 23 anos nesta quarta. A 'festa' também é motivo de preocupação e existe, inclusive, a suspeita de que o atentado a um agente penitenciário seja parte dela.

Durante conversa com o Jornal Midiamax, o presidente do Sinsap/MS (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul) André Luiz Santiago, relatou que por parte do sindicato já foi emitido um alerta dos riscos que esta data oferece aos servidores de estabelecimentos penais do Estado.

Jornal Midiamax