Polícia

Filhos estavam na residência quando mãe foi ferida com seis tiros

Vítima está na Santa Casa da Capital

Thatiana Melo Publicado em 25/10/2016, às 11h11

None
arma1.jpg

Vítima está na Santa Casa da Capital

Os seis filhos com idades entre, 2 e 15 anos, estavam na residência quando  a mãe, de 30 anos, foi ferida com seis tiros na madrugada desta terça-feira (25), em Campo Grande, no Bairro Santa Luzia.

As crianças teriam ouvido os disparos e os gritos de socorro da mãe. Vizinhos da mulher afirmaram a equipe do Jornal Midiamax, que fazia pouco tempo que ela estava morando na residência, mais ou menos um mês, e que nunca ouviram ou viram algo diferente no imóvel.

Ainda de acordo com uma moradora, ela teria ouvido os tiros e ao sair para ver o que estava acontecendo o Samu (Serviço de Atendimento Móvel) e o Corpo de Bombeiros já estavam no local socorrendo a vítima.

O crime

Na madrugada desta terça-feira (25), uma mulher identificada como, Janaína, de 30 anos, sofreu uma tentativa de homicídio quando estava sentada na varanda de sua residência, no Bairro Santa Luzia, em Campo Grande.

Segundo informações preliminares, a vítima estava sentada na varanda de sua residência quando foi chamada no portão. Uma dupla armada passou a atirar na vítima, que foi ferida com seis tiros, nas pernas, costas e cintura. Vizinhos acionaram o socorro, e ela foi levada para a Santa Casa da Capital.

A suspeita é de que o autor ou mandante do crime seria o ex-marido da vítima, que estava preso na cidade de Jataí-Goiás. Ainda de acordo com informações, antes de sair do presídio ele tentou por diversas vezes contato com a vítima, que não queria manter contato com o ex-marido.

Na tarde desta segunda-feira (24), a filha da vítima teria recebido mensagens pelo Facebook do irmão do padrasto avisando que ele já teria saído da prisão e que estava vindo para Campo Grande. A jovem não teria passado o endereço de onde estavam morando. 

Mas, por volta das 2 horas da madrugada quando a vítima estava sentada na varanda conversando ao celular por mensagens foi surpreendida pela dupla armada. Depois de ser ferida, a mulher entrou gritando na residência pedindo ajuda a filha, que foi acordada com os gritos de socorro da mãe.

Jornal Midiamax