Polícia

Fazendeiro é multado por desviar curso de córrego sem autorização

Atividades foram paralisadas

Midiamax Publicado em 20/09/2016, às 17h40

None
unnamed.jpg

Atividades foram paralisadas

Um proprietário rural, de 64 anos, foi autuado pela PMA (Polícia Militar Ambiental), na manhã desta terça-feira (20), em R$ 5 mil por degradação de área protegida de mata ciliar. O autor desviou o curso do Córrego raguatá, que corta a fazenda, localizada a 41 km da cidade de Bataguassu.

Os policiais verificaram que o infrator construiu na propriedade, uma represa com rochas no leito do córrego Caraguatá, no intuito de elevar o nível da água e construiu uma valeta (dreno), para desviar a água, degradando a área de preservação permanente (APP). A atividade foi realizada sem autorização do órgão ambiental.

As atividades foram paralisadas. O fazendeiro, residente em Andradina (SP) foi autuado administrativamente e multado em R$ 5.000,00. O autuado também responderá por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente (APP). 

A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Ele foi notificado a apresentar junto ao órgão Ambiental Estadual um plano de recuperação da área degradada (PRADE).

Jornal Midiamax