Polícia

Fazendeira de Bonito é multada em R$ 10 mil por criar gado em área de preservação

Animais causavam erosões e destruíam matas ciliares de córrego

Midiamax Publicado em 07/08/2016, às 14h21

None
faz_pedra_marmore_corrego_1.jpg

Animais causavam erosões e destruíam matas ciliares de córrego

Uma fazendeira de 70 anos foi multada em R$ 10 mil pela PMA (Polícia Militar Ambiental) no sábado (06) por manter criação de gado em dois hectares de APP (Área de Preservação Permanente) no córrego Monte Alegre, em Bonito – a 260 quilômetros de Campo Grande.

Durante a vistoria, na fazenda, localizada às margens da rodovia MS 178, a 25 km da cidade, os policiais verificaram que a área de preservação não se encontrava cercada, permitindo que o gado tivesse acesso ao curso d’água, que estava com as margens totalmente degradadas pelo pisoteio do gado no local, o que a legislação proíbe. A vegetação ciliar do rio também estava sendo degradada, segundo a PMA.

As atividades foram interditadas e a proprietária rural foi notificada a retirar o gado e cercar a área de matas ciliares, bem como a corrigir os processos de degradação.

A fazendeira, residente em Bonito, foi multada em R$ 10 mil. Ela também responderá por crime ambiental e poderá pegar uma pena de detenção de um a três anos.

Jornal Midiamax