Polícia

Envolvido em roubo de celular diz que PMs iriam ‘sumir’ com aparelho

Ele foi detido por desacato

Renata Portela Publicado em 01/04/2016, às 14h10

None
img-20160401-wa0002.jpg

Ele foi detido por desacato

Na noite de quinta-feira (31), quatro jovens foram presos em flagrante por envolvimento em um assalto a um adolescente de 15 anos e uma jovem de 18 anos. Foram detidos Luan Marcos Ponce Fagundes, de 20 anos, Luiz Fernando de Oliveira Silva, de 19 anos, Henrique Damião Ferreira, de 20 anos e João Paulo Belarde Silva, de 24 anos.

De acordo com o boletim de ocorrência policiais militares participavam de um evento do Conselho Comunitário no Jardim Noroeste, quando as vítimas chegaram e informaram que haviam acabado de ser assaltadas. Os militares acionaram o Batalhão de Choque e equipe foi ao local. A partir das características dos bandidos passadas pelas vítimas, os policiais iniciaram buscas na região.

Segundo a polícia, foi identificado Luiz Fernando, o 'Batata', que estaria em uma motocicleta e, conforme as vítimas, era o autor do roubo. O jovem foi avistado na Yamaha Crypton e abordado, mas negou a participação no crime. Os policiais conseguiram informação de onde estaria um supoto comparsa do assaltante, Luan.

Os policiais foram até a residência do suspeito que, ao ver os militares, tentou fugir a pé, pulando muros de casas, mas acabou detido. Ele confessou que participou do roubo e ainda informou que o celular estaria com Henrique, que já negociava a compra do aparelho. Na residência de Henrique os policiais ainda encontraram a arma de fogo, uma Garrucha calibre 38 municiada, sem marca ou numeração.

Os militares continuaram as buscas por Henrique, que não estava na casa. Ao ser localizado, o suspeito afirmou que havia deixado o celular em um terreno e, quando os policiais voltaram na casa de Henrique, encontraram João Paulo. O jovem revelou que iria ajudar o amigo a 'resetar' o aparelho e se negou a entregar o celular aos policiais, dizendo que eles 'sumiriam' com o objeto, dando a entender que os militares furtariam o pertence.

Foi dada voz de prisão aos quatro envolvidos por roubo e receptação e João foi autuado por desacato.

Jornal Midiamax