Polícia

Dupla é presa em flagrante depois de ‘fazer limpa’ na casa de vizinho

Os presos são suspeitos de vários furtos na cidade

Midiamax Publicado em 09/05/2016, às 22h43

None
4.jpg

Os presos são suspeitos de vários furtos na cidade

Durante a investigação de vários furtos em Campo Grande, policiais da Derf (Delegacia Especializado de Repressão a Roubos e Furtos) prenderam Anderson Natanael Santos Pereira, de 21 anos e Paulo Henrique Naponucena Viana, de 22 anos, minutos depois de eles terem ‘feito um limpa’ na casa de um vizinho. No momento do flagrante, os suspeitos ainda tentavam vender os objetos da vítima.

A prisão aconteceu por volta das 11 horas desta segunda-feira (9), na Rua Valério de Almeida, no Parque Residencial Iracy Coelho Netto. Segundo o delegado Reginaldo Salomão, responsável pelo caso, o grupo já era investigado a cerca de 20 dias por outros furtos e nesta manhã a equipe de investigação conseguiu localizar a casa em que os suspeitos estavam.

No local, além da dupla presa, estava um casal que tentava comprar os objetos furtados. De acordo com o delegado, como os possíveis receptadores não chegaram a fechar negócios, não houve crime e por isso foram ouvidos e liberados.

No momento da prisão, uma das vítimas viu a ação dos policiais na casa dos suspeitos e ao chegar a sua residência viu que ela havia sido arrombada. O Tecnólogo, de 49 anos, conta que chegava a casa com a filha e a esposa e quando entrou no quintal viu que a porta de sua casa tinha sido arrombada.

A vítima foi então até a residência onde os policiais estavam, que fica acerca de 60 metros de sua casa, e comunicou o furto. A polícia permitiu que a vítima entrasse na casa e ela reconheceu vários objetos como sendo os furtados em sua residência. Dos objetos furtados ainda não foram localizados apenas um notebook e uma televisão de 42 polegadas, que segundo o delegado foram vendidos em menos de 5 minutos depois do crime.

Sete celulares, dois notebooks, uma televisão, bolsas e carteiras, HD externo, tênis, roupas, dinheiro e bijuterias, foram apreendidos em vários cômodos do imóvel.

O delegado Salomão destaca que a dupla já vinha sendo monitorada a cerca de 20 dias e investigações mais detalhadas poderão mostrar se mais pessoas estão envolvidas nos vários furtos a residências registrados. Ainda assim, a informação é que os suspeitos cometessem de 5 a 6 crimes por dia.

Ainda conforme o delegado, Anderson cumpria pena em regime semiaberto, por porte ilegal de arma e tem várias passagens pela polícia. “Ele sai, tinha a oportunidade de cometer os crimes e de noite voltava para a cadeia, isso dificultou o trabalho da polícia, já que algumas buscas feitas durante a noite”, lembra Salomão.

A dupla confessou os crimes e Anderson alegou para a equipe do Jornal Midiamax que furtou a residência “porque precisava”. Nesta terça-feira (10) os suspeitos passarão por audiência de custódia e dependendo da decisão do juiz, o Natanael será encaminhado para o Presídio de Segurança Máxima e Paulo Henrique para o Presídio de Trânsito.

Jornal Midiamax