Polícia

Dez horas após duplo homicídio, mulher é executada em acerto de contas

Guerra entre facções na fronteira

Renata Portela Publicado em 17/11/2016, às 11h49

None
vitima_-_pora_news.jpg

Guerra entre facções na fronteira

Na manhã desta quinta-feira (17), por volta das 7 horas, Margarita Beatriz Villalba, de 56 anos, foi executada na cidade paraguaia de Capitan Bado, que faz fronteira com Coronel Sapucaia em Mato Grosso do Sul. Ela transitava nas proximidades da linha de fronteira quando foi atingida por vários tiros.

Segundo informações apuradas pelo Porã News, os pistoleiros estavam em uma motocicleta e surpreenderam a vítima, que estava a pé. Ela foi atingida por vários tiros de pistola 9mm e morreu na hora. Este é o terceiro homicídio no município em 10 horas.

Na noite de quarta-feira (16), dois homens foram assassinados em uma pastelaria em Capitan Bado. A suspeita é que essas vítimas estejam ligadas à guerra do crime organizado pelo controle da região. Agentes da Polícia Nacional do Paraguai ainda não teriam pistas sobre os autores das execuções.

Conforme o site local, os acertos de contas estariam na ‘ordem do dia’ na região de fronteira, onde os integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho teriam se instalado e iniciado uma guerra pelo controle da área, considerada a de maior produção de maconha.

Jornal Midiamax