Polícia

Com medo de agressões, idoso passa três dias escondidos em matagal no Noroeste

A vítima ainda estava ferida

Clayton Neves Publicado em 01/09/2016, às 22h38

None
unnamed.jpg

A vítima ainda estava ferida

Depois de passar três dias escondidos em um matagal no Jardim Noroeste, Alcides Soares da Silva, de 61 anos, foi encontrado por vizinhos no início da noite desta quinta-feira (1º). Ainda ferido, desnorteado e com muita fome, o idoso contou que se escondeu no local depois de ser agredido por um usuário de drogas dentro da própria casa.

Vizinhos de Alcides contaram para a equipe do Jornal Midiamax, que o idoso mora a cerca de sete anos em um barraco da Rua Bartolomeu Mitre, no mesmo bairro. Nesta quinta-feira um morador do local passava de moto próximo a um matagal da região e encontrou o idoso escondido.

Visivelmente desorientado, Alcides perguntou para o vizinho onde era sua casa e foi levado até a residência. Lá, ele contou que há três dias um usuário de drogas do bairro, que é conhecido como ‘Latinha’, havia invadido sua casa e o agredido, mas ele conseguiu escapar e fugiu com sua bicicleta em direção a uma chácara.

Com medo, o idoso se escondeu no matagal e só saiu depois de ser encontrado pelo motociclista. Alcides estava com um dos olhos vermelho, por conta de um soco que recebeu, um roxo no abdômen e ainda um ‘risco de faca’ no pescoço, também em virtude as agressões.

Os moradores que socorreram o idoso contaram que ele estava com muita fome e frio, já que pegou parte da chuva que caiu na Capital na terça-feira (30). Alcides foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o UBS (Unidade Básica de Saúde) Tiradentes.

Como estaca desnorteada, a vítima não soube dizer se o agressor roubou alguma coisa da casa, e nem conseguiu explicar onde estava a bicicleta que ele usou na fuga. “Ele é uma pessoa tranquila, tá sempre por ali capinando, arrumando as coisinhas dele, nunca arrumou problema com ninguém”, relatou um dos moradores, que preferiu não se identificar.

A Polícia Militar também foi chamada e realiza buscas na região para encontrar o suspeito.

Jornal Midiamax