O jovem está na Santa Casa

Uma discussão em um salão de festa no Jardim Centro Oeste terminou em tiroteio na madrugada deste sábado (24), em . Gabriel Morais Marcelino da Silva, de 18 anos, foi ferido por dois tiros, um na cabeça e outro no tórax, depois de ser retirado da festa, junto com os outros envolvidos na confusão.

A briga, segundo testemunhas, começou ainda dentro da festa com um grupo de meninas, entre elas a namorada da vítima. Por conta disso, Gabriel entrou na discussão e acabou iniciando um briga com o namorado de uma das jovens envolvidas na história.

Com a confusão generalizada, os seguranças da festa retiraram todos de dentro do salão. Do lado de fora a discussão continuou, até o momento em que Gabriel foi baleado. Ele foi socorrido por amigos e levado para o UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitário, mas pela gravidade dos ferimentos foi transferido para a Santa Casa, onde permanece internado.

A Polícia Militar foi chamada. No local, testemunhas contaram que depois de ser retirado da festa, Gabriel ficou do lado de fora do salão até que um motociclista passou e efetuou quatro disparos, acertando o jovem.  O caso foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga e lá familiares da vítima contaram outra versão.

A prima de Gabriel, que estava com ele na festa, contou que durante a briga das meninas o rapaz se desentendeu com o namorado de uma das envolvidas, identificado como Matheus. Segundo a jovem, o único motivo da discussão entre os rapazes foi o desentendimento entre as namoradas.

Já do lado de fora, Matheus e um amigo, de aproximadamente 18 anos, se aproximaram de Gabriel. Foi então que o segundo suspeito, que assistiu toda a confusão, sacou uma arma e disparou contra a vítima. Um amigo de Gabriel relatou a polícia que depois do crime, os dois autores fugiram a pé.

As testemunhas descreveram os suspeitos para a polícia e o caso foi registrado como qualificado pela traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível à defesa do ofendido, na forma tentada.