Polícia

Bandidos em blindado que trocaram tiros com polícia são membros do PCC

Homens foram identificados como membros do PCC

Alan Diógenes Publicado em 08/03/2016, às 21h20

None
el-vehiculo-blindado-que-fue-visto-circulando-por-pedro-juan-caballero-_866_573_1340767.jpg

Homens foram identificados como membros do PCC

A Polícia Civil de Ponta Porã, a 312 quilômetros de Campo Grande, identificou dois dos três ocupantes do carro blindado que trocaram tiros com polícia brasileira e paraguaia, durante uma perseguição na tarde de ontem (7), na fronteira do Brasil com o Paraguai. São eles: o paraguaio Amado Ramão Benitez e o brasileiro Paulo Augusto de Souza, mais conhecido como 'Pelé', membros do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Conforme o site ABC Color, Paulo é um conhecido da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas). Ele tinha sido preso em 2011 em uma casa. Naquela ocasião, ele foi encontrado com uma grande quantidade de armas. O homem foi encaminhado para a cadeia regional, de onde ele fugiu alguns meses depois de sua prisão.

Durante a perseguição, os suspeitos transitavam pelas ruas de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, no carro-forte, quando seguranças de uma empresa verificaram que o veículo não tinha identificação e alertaram os agentes da Polícia Nacional.

Foi feito acompanhamento e a dupla atravessou com o veículo para Ponta Porã, onde foi feito acompanhamento tático também por agentes da Polícia Federal, Polícia Militar e Polícia Civil brasileiras.

Houve troca de tiros e Hugo Gabriel Silva, de 17 anos, que passava pelo local em uma motocicleta acabou atingido e morreu no hospital. Outro homem também teria sido atingido, mas a identificação dele ou estado de saúde não foram divulgados.

A dupla estaria armada com pistola 9mm, além de dois fuzis calibre 7.62. Um fuzil foi apreendido e o outro teria sido levado pelos suspeitos.

Jornal Midiamax