Polícia

Assaltante é ferido a tiro após apontar arma para bombeiros e morre no hospital

Ignorou abordagens

Renata Portela Publicado em 13/11/2016, às 17h57

None
revolver.jpg

Ignorou abordagens

Murilo Pedroza da Silva, de 18 anos, morreu após ser ferido a tiros por um bombeiro em Corumbá, cidade a 444 quilômetros da Capital. Ele havia cometido um assalto e, ao ser perseguido, ameaçou os militares com uma arma de fogo.

A vítima, uma universitária, esperava em um ponto de ônibus acompanhada de um amigo na Avenida Rio Branco, quando o assaltante fez a abordagem. Murilo estava de bicicleta e armado com um revólver e tentou pegar a bolsa da jovem. O amigo dela empurrou o ladrão e os dois fugiram correndo.

Os amigos pediram ajuda no 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros, conforme informações do boletim de ocorrência. O assaltante ainda perseguiu as vítimas até o quartel e após a estudante pedir ajuda aos militares, os bombeiros saíram em perseguição ao assaltante. De acordo com o site Diário Corumbaense, Murilo sacou a arma e apontou para a viatura.

O motorista da viatura efetuou dois disparos em direção ao rapaz, que continuou a fuga e entrou em um terreno baldio. No local, ele apontou novamente a arma para os bombeiros, que ordenaram que ele abaixasse o revólver. Ele não obedeceu e um dos militares efetuou mais três disparos, atingindo o jovem no quadril e na perna.

Ferido, ele foi socorrido pela equipe de bombeiros, que retiraram a arma dele e pediram apoio da Polícia Militar. Murilo foi encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante atendimento emergencial. 

Jornal Midiamax