Polícia

Agentes e policiais de MS vão a Brasília e protestam contra PEC e Projeto de Lei

Participaram de marcha

Renata Portela Publicado em 14/09/2016, às 13h42

None
agentes_penitenciarios11.jpeg

Participaram de marcha

Aproximadamente 15 mil servidores de todo país se reuniram em uma marcha pela Esplanada dos Ministérios em Brasília (DF), na terça-feira (13). Agentes penitenciários e policiais civis de Mato Grosso do Sul também compareceram. A marcha foi uma forma de protestar contra a PEC 241 e o PLP 257, e começou no Museu Nacional, encerrando no Ministério da Fazenda.

A PEC 241 implementa o teto para os gastos públicos nos próximos vinte anos e segundo os sindicatos dos oficiais, irá afetar diretamente a educação e as áreas prioritárias da Seguridade Social, ou seja, saúde, previdência e assistência social. Se o projeto for aprovado, pode haver redução de investimentos em políticas públicas essenciais, fazendo com que programas que assistem à população sejam descaracterizados ou extintos.

Já o PLP 257 prevê medidas de contenção de custos que vão do arrocho salarial dos servidores públicos à privatização de empresas estatais. Caso aprovado, o texto ainda pode abrir possibilidade para o descumprimento da política de valorização do salário mínimo.

O vice-presidente do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária) Lourival Mota ressaltou o protesto por parte dos agentes “Neste momento o nosso maior objetivo demonstrar ao governo que estamos unidos no enfrentamento desses projetos que pretendem retirar os nossos direitos, o que irá prejudicar não somente a classe dos servidores, mas também a sociedade que sofrerá com a falta de serviços ligados a saúde, educação e segurança pública”.

Jornal Midiamax