Polícia

Adolescentes apreendidos por homicídio permanecem em cela separada de delegacia

Eles confessaram o crime 

Midiamax Publicado em 16/11/2016, às 21h36

None
foto1_22.jpg

Eles confessaram o crime 

Os três adolescentes, de 13, 14 e 17 anos, apreendidos em flagrante pelo assassinato de Edvaldo Miotti, de 30 anos, continuam detidos depois de uma determinação judicial. Os meninos estão em uma cela separada dos outros presos na Delegacia de Polícia Civil de Itaquiraí, a 400 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o delegado José Eduardo Rocha, o juiz determinou a internação dos adolescentes, que por ora permanecem na delegacia. O trio já prestou depoimento, mas detalhes não foram divulgados pela polícia.

O homicídio aconteceu em uma casa no assentamento Sul Bonito, na tarde de sábado (12). O corpo da vítima, no entanto, só foi encontrado caído no chão da cozinha na manhã de domingo por volta das 6h30, quando a Polícia Militar foi acionada.

Edvaldo era homossexual assumido e estaria mantendo um relacionamento com um dos adolescentes. Eles marcaram um encontro pelo Facebook, com a finalidade de manter relações sexuais, e o jovem disse que levaria dois amigos para o sítio. Os quatro teriam se relacionado, mas em determinado momento houve uma discussão.

Segundo a polícia, a briga começou porque o Edvaldo queria continuar com as relações, mas os adolescentes não queriam. Um dos jovens empurrou a vítima, que caiu no chão e bateu a cabeça, ficando desacordada. Os outros dois amigos acabaram entrando na briga e mataram o homem a pauladas.

Os três fugiram no carro de Edvaldo e levaram o celular para tentarem acobertar o crime, já que mantiveram conversas com a vítima pelo Facebook.  “A princípio o caso é tratado como homicídio. Mas o celular da vítima ainda não foi encontrado”, relatou Rocha. O crime continua sendo investigado. 

Jornal Midiamax