Polícia

Adolescente paraplégico é executado a tiros nos fundos de casa

Acusado foi preso e a suspeita é 'acerto de contas'

Midiamax Publicado em 28/01/2016, às 19h42

None
adolescente_coxim.jpg

Acusado foi preso e a suspeita é 'acerto de contas'

Na manhã desta quinta-feira (28), o adolescente paraplégico Ozéias Teixeira Vicente, de 17 anos, foi morto a tiros nos fundos de uma residência, na Vila do Pequi I, em Coxim. O jovem estava tomando café embaixo de uma árvore com outras três pessoas quando foi executado. O atirador foi preso no mesmo bairro e a suspeita do crime é 'acerto de contas'.

Testemunha que estava no local disse que o autor chegou armado com um capacete na cabeça e descarregou o revólver no adolescente. O homem teria comentado “Ozéias eu vim cobrar aquela bronca”. Em seguida, o rapaz teria fugido em um GM Corsa de cor prata.

Ozéias ainda chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos. A Polícia Civil e Militar esteve no local registrando crime.

Wellington André Rodrigues, 21 anos, foi preso em flagrante no mesmo bairro acusado do crime. Ainda de acordo com a Polícia Civil, o motivo do crime seria 'acerto de contas'. Em setembro do ano passado, Ozéias atirou contra um jovem de 23 anos, conhecido como 'Sabotagem' em frente a Escola Estadual Padre Nunes.

Assim como Wellington, o adolescente também tinha várias passagens pela polícia por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e assaltos. Ele ficou paraplégico após ser esfaqueado em novembro de 2015 depois de se envolver em uma briga em São Gabriel do Oeste.

Jornal Midiamax