Polícia

Suspeito de matar funcionário de fazenda por causa de refeição é preso

Ele será ouvido pela polícia

Renata Portela Publicado em 05/11/2015, às 12h55

None
4a_dp_-_la.jpg

Ele será ouvido pela polícia

Antônio Roberto Correa Lopes, de 47 anos, foi preso por equipes da 4ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande. Ele é apontado como autor do homicídio que vitimou Irineo Domingues, de 46 anos na Fazenda Savana, onde os dois trabalhavam. O crime ocorreu na segunda-feira (2) após os dois funcionários da fazenda discutirem por causa de uma refeição.

De acordo com a delegada titular da 4ª DP e responsável pelo caso, Célia Bezerra, Antônio é ouvido na manhã desta quinta-feira (5). Ainda de acordo com a delegada, ele apresenta uma versão confusa sobre os fatos e, por isso, outros funcionários, testemunhas oculares do crime, foram intimados para serem ouvidos. Antônio deve ser apresentado pela polícia na tarde desta quinta-feira.

Relembre o caso

Na segunda-feira, Irineo foi morto a facada na Fazenda Savana. A propriedade fica na BR-267 e, segundo a polícia, o autor do crime foi identificado como Antônio Roberto, outro trabalhador da fazenda.

Segundo informações do boletim de ocorrência, registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, a equipe da Polícia Civil foi acionada na noite de segunda-feira para ir até a fazenda. De acordo com a informação passada via Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança), havia um homem morto na fazenda.

Os policiais foram até o local, acompanhados do delegado Hoffman D'Ávila e da Perícia Técnica, onde constataram que Irineo estava caído, vítima de esfaqueamento. De acordo com o registro policial, testemunhas revelaram que Irineo e Antônio Roberto trabalhavam na fazenda, quando começaram a discutir por causa de uma refeição.

Ainda de acordo com a polícia, Irineo foi tirar satisfações com Antônio e acabou ferido a golpe de facão no braço direito. A vítima perdeu muito sangue e morreu no local. O caso foi registrado na delegacia como homicídio qualificado por motivo fútil. Segundo a polícia, Antônio sofreu tentativa de homicídio em 2004 e já tem passagens por ameaça e violência doméstica. Além disso, ele já foi preso por roubo.

Jornal Midiamax