Polícia

Sem R$ 3 mil para fiança, motorista que causou 5 mortes continua preso

Ele será liberado após pagamento 

Midiamax Publicado em 07/10/2015, às 18h50

None
carro.jpg

Ele será liberado após pagamento 

Audiência de custódia concedeu ontem (6) liberdade provisória ao motorista que causou 5 mortes em acidente na BR-262, entre Água Clara e Ribas do Rio Pardo, no último sábado (3). Segundo o defensor Hudson Garcia Barboza e o delegado de Polícia Civil que investiga o caso, Tiago Macedo, a família ainda não foi pagar a fiança de R$ 3 mil, necessária para a liberação de Roberto Benites, de 35 anos.

O advogado nomeado pelo juiz para promover a defesa disse que ele será solto assim que pagar fiança e entregar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Ainda de acordo com Hudson, a audiência não entrou ao mérito do fato, apenas as condições da prisão. “Ele comentou que estava desacordado quando a Polícia chegou ao acidente, que acordou apenas no hospital. Não há informações de que como ocorreu o acidente em si”, disse ele.

Segundo o defensor, Roberto, que não tem ficha criminal, “deve se apresentar a cada 2 meses a Justiça para informar endereço e trabalho”.

Acidente

A tragédia aconteceu quando o Palio que Roberto dirigia invadiu a pista e se chocou com um veículo Renault Sandero, que seguia sentido Três Lagoas. No carro estavam 5 pessoas, 4 da mesma família. São elas: Wanderson Duarte, Helen Rolon de Souza Duarte, Jocelise Pereira Oliveira, e as crianças Gabriela Duarte de Souza, de 8 anos, Lucas Duarte de Souza, 12 anos. Helen foi a única que sobreviveu, mas ficou em estado grave. Os outros ocupantes morreram carbonizados. A namorada de Roberto, que estava junto com ele, também veio a falecer carbonizada no local do acidente.

Jornal Midiamax