Secretaria faz parceria com TJ-MS para capacitar GCM como mediadores de conflitos

Na mediação há uma “autocomposição assistida”
| 15/05/2015
- 06:39
Secretaria faz parceria com TJ-MS para capacitar GCM como mediadores de conflitos

Na mediação há uma “autocomposição assistida”

Na noite desta quinta-feira (14), o Desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, Romero Osme Dias Lopes, palestro para 100 Guardas Civis Municipais de Campo Grande no auditório do IMPCG e mostrou aos participantes a importância da mediação de conflitos e suas aplicações prática nas funções que eles exercem cotidianamente. “Muitos casos de conflito não são solucionados. Em muitos, temos uma decisão judicial, que nem sempre soluciona o problema conflitante entre as partes. 

Na mediação há uma “autocomposição assistida”, ou seja, são os próprios envolvidos que vão discutir  debater seus conflitos, mas com a presença de um terceiro imparcial, que não deve influenciar ou persuadir que as pessoas entrem em um acordo. No processo de mediação existe a preocupação de (re)criar vínculos entre as pessoas, estabelecer pontes de comunicação, transformar e prevenir conflitos”, declara Romero.

Com enfoque na mediação e suas aplicações no poder judiciário Romero mostrou aos Guardas Civis Municipais com exemplos práticos o quão eficiente pode ser o trabalho do mediador na solução dos mais diversos casos, desde os mais simples aos de maior complexidade e firmou uma parceria com a Secretaria Municipal de Segurança Pública (SEMSP), através do seu titular Valério Azambuja, para que os Guardas Civis Municipais possam receber o curso de Mediação Judicial oferecido pelo Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul, por meio da Escola Judicial de MS.

Para o Secretário Valério Azambuja a parceria entre a SEMSP e o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul representa um importante passo na capacitação dos Guardas Civis Municipais.

“O curso é uma excelente oportunidade de agregar novos conhecimentos e capacitar o guarda para uma abordagem ainda mais eficiente. A parceria iniciada com o desembargador Romero irá possibilitar que esta primeira turma possa atuar como multiplicadores junto aos seus demais pares da instituição e futuramente outras turmas poderão ser capacitadas para atuarem de forma efetiva nos conflitos que por ventura possam surgir durante o cumprimento de suas obrigações legais”, ressalta.

 

Veja também

Marido levou outros dois filhos embora dizendo que voltaria para terminar o serviço

Últimas notícias