Polícia

Produtora rural morre atropelada por trator após cochilar ao lado do veículo

O funcionário manobrou o trator e não viu a vítima

Renata Portela Publicado em 08/10/2015, às 13h30

None
terezinha-amambai.jpg

O funcionário manobrou o trator e não viu a vítima

Na tarde de quarta-feira (7), Terezinha Márcia Rauzer Bernardi, conhecida como Kika, de 41 anos, morreu atropelada por um trator na propriedade rural dela. O acidente ocorreu na Fazenda Campinas, localizada em Amambai, a 342 quilômetros de Campo Grande, e a Polícia Civil investiga o caso, que é tratado como uma fatalidade.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Amambai, Mikaill Alessandro Gouvea Faria, Kika era muito trabalhadora e, apesar de ser dona da fazenda, fazia trabalho braçal no campo. A informação colhida até o momento pela polícia é de que a vítima sentou ao lado do trator para descansar, aproveitando a sombra do veículo, e acabou cochilando.

Um funcionário, teria subido no trator e foi manobrar o veículo, mas não viu que Terezinha estava encostada no trator e acabou atropelando a produtora rural. Segundo o delegado Mikaill, durante os procedimentos da polícia no local do acidente, a família não culpou o funcionário, pois acredita que o caso tenha sido um acidente, já que todos achavam que a vítima estaria na sede da fazenda e não no campo.

A vítima ainda chegou a ser socorrida com vida e encaminhada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O caso é investigado como morte a esclarecer, mas o funcionário pode responder por homicídio culposo, quando não há intenção. Respeitando o luto, os familiares devem ser ouvidos pela Polícia Civil só na próxima semana.

Jornal Midiamax