Polícia

Princípio de rebelião no interior exige remoção de presos por crimes sexuais

Líderes exigem transferência de 48 internos para outros presídios do Estado

Arlindo Florentino Publicado em 07/01/2015, às 14h20

None
img_9353_1.jpg

Líderes exigem transferência de 48 internos para outros presídios do Estado

Um princípio de rebelião no Presídio de Segurança Média mobiliza na manhã desta quarta-feira (7) forças policiais de Três Lagoas, município 324 quilômetros a leste de Campo Grande. O motivo é que a liderança do presídio estaria exigindo que 48 internos que cumprem pena por crimes sexuais, como estupro e pedofilia, sejam transferidos.

A movimentação começou por volta das 8h30 desta quarta e estaria restrita ao pavilhão 3. Consta que detentos do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande estariam coordenando a ação no estabelecimento da divisa com São Paulo.

A exigência é que os 48 internos sejam transferidos para outras unidades o mais rápido possível. Já teria sido iniciado um quebra-quebra. Os presos que estão na “ala de seguro” do presido estão sendo ameaçados de morte e os líderes da rebelião já teriam tentado invadir este setor.

Até pouco antes de meio-dia, ainda não havia informações quanto a existência de feridos. A Polícia Militar estava no local na tentativa de conter a rebelião.

Jornal Midiamax