Polícia

Possível acerto de contas entre travestis termina em morte em MS

Suspeita foi presa em flagrante e alega que agiu em legítima defesa depois de ser agredida pela vítima

Arlindo Florentino Publicado em 01/01/2015, às 13h29

None
travesti-coxim.jpg

Suspeita foi presa em flagrante e alega que agiu em legítima defesa depois de ser agredida pela vítima

Um possível acerto de contas acabou na morte da travesti conhecida como Verônica Bismarck (Douglas dos Santos Pinheiro) de 20 anos de idade em Coxim, a 242 quilômetros de Campo Grande na madrugada desta quinta-feira (1).

O fato aconteceu por volta da 1h30 às margens da BR-163 e Mikaelly Martins (Ualisson Loan da Costa Martinez) 18 anos que desferiu um golpe de canivete que atingiu o pescoço da colega.

Segundo Mikaely, ela estava em uma festa, quando recebeu um telefonema de Verônica, que cobraba uma dívida e marcou um encontro às margens da rodovia.

Mikaelly tomou um taxi e foi até o local, acompanhada por um amigo e quando chegou encontrou Verônica acompanhada por mais duas travestis, sendo uma deles identificada com Bárbara. Assim que desceu do taxi Mikaelli afirma que passou a ser agredida pelas três tendo sua peruca cortada com um canivete.

Em determinado momento a arma branca caiu das mãos de Bárbara quando Mikaely conseguiu pegá-la e desferir um golpe que atingiu o pescoço de Verônica. Ela ainda correu até um posto de combustíveis mas não resistiu e morreu no local.

Depois do episódio Mikaelly deixou o local no mesmo taxi no qual havia chegado e se escondeu na casa de um amigo. A Polícia Militar iniciou as buscas conseguindo localizar a agressora que confessou o crime e alegou legítima defesa.

O canivete utilizado também foi localizado e entregue para a perícia e Mikaelly foi autuada em flagrante.

Jornal Midiamax