Polícia

Polícias Civil e Militar identificam suspeito de matar jovem homossexual em Caarapó

Rapaz pode ter sido morto em um crime motivado por homofobia

Wendy Tonhati Publicado em 03/01/2015, às 14h50

None

Rapaz pode ter sido morto em um crime motivado por homofobia

As polícias Civil e Militar já identificaram o suspeito de assassinar Wagner Araújo da Purificação, de 21 anos, em Caarapó, a 273 quilômetros de Campo Grande. O rapaz pode ter sido morto em um crime motivado por homofobia, no dia 1º deste mês.

Uma denúncia anônima feita para a Polícia Militar levou os policiais ao endereço do suspeito do crime, identificado apenas como “Edmílson”, de 19 anos. A Polícia Civil foi acionada e em ação conjunta com a PM, os policiais encontraram os irmãos do suspeito, que o indicaram como autor do crime.

Os irmãos ainda disseram aos policiais que Edmílson estava casa da outra irmã. A mulher para os policiais que ele [Edmilson] estava com o celular da vítima. Ela [irmã] teria perguntado de quem era o aparelho e ele acabou confessando o crime dizendo: “Celular de viado, eu tinha que matar ele mesmo”.

Além de estar com o celular da vítima, Edmílson também estava com os documentos de Wagner dentro de sua carteira. Os policiais encontraram a arma do crime, uma faca de cabo branco, atrás do sofá da casa do acusado.

Segundo a polícia, um dos irmãos de Edmílson pode estar envolvido no crime. O delegado responsável pelo caso já ouviu os três irmãos para levantar mais informações sobre o caso. A polícia encontrou esperma no corpo de Wagner. O resultado do exame do material genético ainda não foi divulgado para saber quem realmente foi o autor do crime. (Com informações do Caarapó News) 

Jornal Midiamax