Polícia

Polícia desvenda latrocínio em Mundo Novo, prende um homem e apreende dois adolescentes

Vítima recebeu uma “gravata” e foi asfixiada com o cinto de um dos adolescentes envolvidos no crime

Wendy Tonhati Publicado em 07/01/2015, às 19h12

None
carro_pm_mundo_novo.jpg

Vítima recebeu uma “gravata” e foi asfixiada com o cinto de um dos adolescentes envolvidos no crime

Uma ação conjunta das polícias Civil e Militar desvendou a morte de um homem de 31 anos, em Mundo Novo, a 462 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a Polícia Militar, dois adolescentes de 16 anos e um homem de 21 anos são os responsáveis pelo latrocínio – roubo seguido de morte – que aconteceu na madrugada da terça-feira (6).

Na manhã da terça, a polícia encontrou o veículo da vítima, um Renault Sandero, abandonado com em uma estrada vicinal de acesso ao Paraguai, com as chaves na ignição, documentos do carro no porta-luvas e os dois pneus dianteiros furados.

Os policiais militares identificaram o proprietário do automóvel e foram na casa dele. No local, a mãe da vítima informou que não via o filho e nem o carro desde a noite anterior. O setor de investigação da Polícia Civil descobriu que um adolescente de 16 anos teria envolvimento no crime e foi até a casa dele.

O garoto confessou a participação no crime e delatou os comparsas. No momento da apreensão, o adolescente estava com 57 pedras de crack, embaladas e prontas para a comercialização.

Na noite do crime, o trio estava na casa do adolescente, quando a vítima chegou. O trio combinou o latrocínio e dominou a vítima. O homem recebeu uma “gravata”, e foi asfixiado com o cinto de um dos adolescentes.

Em seguida, o corpo foi colocado no banco traseiro do automóvel e “desovado”. Os ladrões seguiram com o carro em direção ao Paraguai, onde ele seria comercializado. Porém, como os pneus furaram, os autores abandonaram o automóvel na estrada. O trio foi conduzido à Delegacia de Polícia de Mundo Novo. 

Jornal Midiamax