‘Patrulha Escolar’ vai combater uso de drogas e inibir depredação em terminais e ônibus

O projeto visa orientar os estudantes 
| 21/07/2015
- 00:28
‘Patrulha Escolar’ vai combater uso de drogas e inibir depredação em terminais e ônibus

O projeto visa orientar os estudantes 

Atendendo ao pedido das escolas de Campo Grande a Semsp (Secretaria Municipal de Segurança Pública) em conjunto com a 27ª Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude, Conselhos Tutelares e representantes da iniciativa privada, criaram a ‘Patrulha Escolar’. O projeto visa orientar os alunos que ‘matam’ aula em terminais, praças e outros ambientes públicos.

De acordo com a Prefeitura de Campo Grande, a ‘Patrulha Escolar’ tem o objetivo de “alertar sobre os prejuízos do uso de drogas, violência entre os adolescentes e inibir a prática de diversos crimes, principalmente o de depredação ao patrimônio público”.

A Guarda Civil Municipal, responsável pela segurança em órgãos públicos, já intensificação das rondas escolares e prometem reforçar ainda mais a segurança nos terminais de transbordos e interiores dos coletivos durante o projeto. Para participar, os guardas municipais passarão por capacitação.

Ainda segundo a prefeitura, os comerciantes que venderem produtos que causem dependência ou ofereça riscos à vida de crianças e adolescentes, próximo às escolas serão autuados. O projeto também prevê campanhas na mídia contra as drogas, entre elas Narguilé, “alertando para os riscos à saúde e prejuízos psicossociais”.

Já os alunos que forem flagrados usando narguilé, drogas ilícitas, ou com armas e “artefatos que possam causar dano à pessoa ou ao patrimônio alheio”, serão encaminhados para a escola, onde os pais ou responsáveis serão acionados, podendo até arcar com os prejuízos causados pelo filho.

Se a criança não estiver matriculada ou estiver em situação de abandono o caso será repassado para o conselho tutelar da região. 

Veja também

Um dos condutores foi encaminhado para o hospital com traumatismo Craniano Encefálico

Últimas notícias