Polícia

Narcotraficante suspeito de matar dois PFs é achado morto em cela de Presídio Federal

Peruano foi transferido para Campo Grande depois de operação na qual dois PFs foram mortos 

Padrão do site Publicado em 08/11/2015, às 20h39

None
capa_1.jpg

Peruano foi transferido para Campo Grande depois de operação na qual dois PFs foram mortos 

O narcotraficante peruano Jair Ardela Michue, de 39 anos conhecido como ‘Javier’ foi encontrado morto na manhã deste domingo (8), dentro do Presídio Federal de Campo Grande. Segundo informações preliminares, a suspeita é de que o presidiário tenha cometido suicídio. 

Javier foi considerado o criminoso mais violento da tríplice fronteira – Brasil, Peru e Colômbia e estava preso desde o dia 1º de março de 2011, quando tentou fugir de lancha no Rio Javari, na fronteira entre o Brasil e o Peru, no Amazonas. Com ele foram apreendidos 35 quilos de cocaína, uma granada de mão israelense, um revólver calibre 38 e nove celulares, entre brasileiros, colombianos e peruanos.

Além de comandar o narcotráfico na região era responsável por dezenas de assassinatos de traficantes e inocentes. Javier inclusive foi responsável pela morte de dois agentes federais, Mauro Lobo e Leonardo Matsuanga durante uma troca de tiros.

Conforme publicado pelo portal A Crítica, após a prisão decretada Javier foi condenado pela Justiça Federal de Tabatinga a cumprir 35 anos de prisão em regime fechado por tráfico internacional de drogas, porte de arma de uso permitido e porte de arma de uso restrito.

Jornal Midiamax