Mulher que morreu em ritual já foi presa por arrancar testículos de homem

Lucimeire foi presa em 2009 em Corumbá por violência doméstica
| 04/05/2015
- 19:48
Mulher que morreu em ritual já foi presa por arrancar testículos de homem

Lucimeire foi presa em 2009 em Corumbá por violência doméstica

Lucimeire Rocha Cabral da Silva, de 46 anos, que morreu na manhã de domingo (3), nas proximidades da Cachoeira da Macumba, região norte de Campo Grande, foi presa em 2009 depois de ter arrancado à unha os testículos do primo do companheiro, João Carlos Francisco de Carvalho, depois de discussão com familiares dele.

Segundo a polícia, Lucimeire foi até a casa dos familiares e depois de uma discussão a vítima começou a agredi-la, momento no qual ela segurou os testículos e os arrancou. Na época ela morava em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande.

A vítima foi socorrida e encaminhada para o posto de saúde e na época Lucimeire foi presa por violência doméstica. Na ocasião, a polícia havia divulgado que a vítima dela tinha sido o namorado.

Veja também

Piloto é jogado da moto e desliza pelo capô até cair no chão

Últimas notícias