Polícia

Motorista é parado em blitz e confessa que comprou CNH por R$ 1,5 mil

Ele afirma que é semianalfabeto

Renata Portela Publicado em 29/10/2015, às 12h02

None
blitz01.jpg

Ele afirma que é semianalfabeto

Na tarde de quarta-feira (28), por volta das 18 horas, um homem de 61 anos foi preso em flagrante durante blitz na Avenida Albert Sabin, na Vila Taveirópolis, região oeste da Capital. Ele portava uma CNH (Carteira Nacional de Habilitação) falsa e confessou aos policiais que havia comprado o documento de um desconhecido.

Segundo o registro policial, feito na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, a equipe da Polícia Militar fazia blitz na Avenida Albert Sabin, quando abordou a L200 cinza, placas NFQ-2020 do Rio de Janeiro (RJ). O motorista, de 61 anos, entregou a CNH aos policiais e os militares verificaram que o número de registro do documento não pertencia ao condutor.

Questionado, o motorista confessou que havia comprado a CNH de um desconhecido, por R$ 1, 5 mil. Ele foi preso em flagrante e levado até a delegacia, onde explicou ao delegado que é semianalfabeto e só sabe escrever o próprio nome, por isso comprou o documento. Ainda de acordo com a polícia, o crime de uso de documento falso é inafiançável.

Jornal Midiamax