Polícia

Marido que esfaqueou e matou mulher a tiros é foragido da Justiça

Roberto não foi preso pelo homicídio que cometeu em 2013

Midiamax Publicado em 23/02/2015, às 17h47

None
esfaqueada.jpg

Roberto não foi preso pelo homicídio que cometeu em 2013

Roberto César Pereira Oliveira, de 32 anos, responsável pela morte de Suellen Pereira da Costa, de 28 anos, na noite deste domingo (22), está foragido da polícia em virtude de um homicídio cometido em 2013. O autor teria esfaqueado a vítima antes de matá-la a tiros em frente a uma casa na Rua Abrão Anache, no Bairro Jardim Anache.

De acordo com a delegada Rosely Molina, da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher), Roberto foi condenado pelo crime, mas não foi preso, além disso também tem passagem por lesão corporal dolosa, quando há intenção, em 2008.

As investigações sobre o caso já começaram e as diligências em busca do autor também. Conforme a delegada, Oliveira, que trabalha em uma empresa distribuidora de óleo localizada no Indubrasil, vai ser indiciado por homicídio doloso (Violência Doméstica).

Segundo a família da vítima, Suellen e Roberto estavam juntos há 7 anos e neste período ela foi agredida várias vezes, ainda assim evitada comentar sobre as violências com amigos e parente e nunca denunciou o companheiro. A mulher tinha dois filhos, um de 11 e outro de 7 anos, que eram fruto de outro relacionamento.

Caso

De acordo com a Polícia Civil, neste domingo o casal teria iniciado uma briga na casa onde morava. Lá, o autor teria golpeado Suellen duas vezes nas costas, mas ela conseguiu fugir e pediu ajuda para uma família que mora no bairro.

Já na casa das testemunhas, a mulher pediu água e aguardava o socorro quando Roberto chegou em um Gol GTS branco, desceu do carro já armado e atirou cinco vezes contra ela. Antes dos disparos, o autor pediu desculpa para a família que tentava ajudar a companheira; “Me desculpem eu vou matar ela e ela sabe por quê”.

Jornal Midiamax