Polícia

Mais um: Seguranças flagram adolescente tentando pichar shopping de Campo Grande

Adolescente já tinha registro por pichação 

Midiamax Publicado em 11/04/2015, às 21h18

None
img-20150411-wa0115.jpg

Adolescente já tinha registro por pichação 

Um adolescente de 16 anos foi apreendido no fim da tarde deste sábado (11) ao tentar pichar a área externa do Shopping Campo Grande. De acordo com a PM (Polícia Militar), os seguranças do local notaram que o jovem estava em atitude suspeita e o abordaram.

O adolescente foi encaminhado à sala de segurança do local e a PM foi acionada, juntamente com o Conselho Tutelar. O jovem foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e deve ficar apreendido até a localização dos responsáveis, para que depois sejam tomadas as medidas necessárias. O jovem deve pagar uma multa de mil reias.  

Ao chegar o sistema da PM, os policiais constaram que o jovem já tem registro por pichação em outro local da cidade. Segundo do Tenente Mônaco, a PM e o Conselho Tutelar estão realizando uma ação em conjunta ao redor do shopping. “Se tiver menor em ato infracional a PM acompanha as conselheiras”.

A conselheira tutelar da região norte de Campo Grande, Mirian Falcão, informou ao Jornal Midiamax que a ação está sendo feita aos redores do Shopping Campo Grande por conta da sua localização. “O shopping fica perto do Parque das Nações Indígenas e dos altos da Avenida Afonso Pena, muitos menos compram bebida alcoólica e vão ao parque”, relatou.

Segundo o Conselho, a ação tem o objetivo de preventiva para coibir o uso de álcool, entorpecente e qualquer tipo de infração.

Shopping

A assessoria do Shopping Campo Grande informou que ainda não tem nenhuma posição oficial sobre o caso.

Outro caso

Um grupo de adolescentes, com idades de 15, 16 e 17 anos, foi flagrado no fim da noite de quinta-feira (8), após picharem mais um patrimônio em Campo Grande. Desta vez, o alvo foi o muro do prédio da emissora do SBT, localizado na Avenida Calógeras. A ação foi realizada pela GCM (Guarda Civil Municipal), depois de ser acionada pelo segurança do local que ligou para o telefone 153.

Jornal Midiamax