Polícia

Mãe de adolescente que teria sido estuprada pelo pai diz que não sabia

O caso foi registrado pelo Conselho Tutelar

Midiamax Publicado em 13/07/2015, às 20h28

None
73972_30616_82143.jpg

O caso foi registrado pelo Conselho Tutelar

A mãe da adolescente de 15 anos que teria sido estuprada pelo pai durante dois anos, alegou ao Conselho Tutelar que não sabia dos abusos. Neste domingo (12) o suspeito, de 68 anos, se matou em uma cela da Delegacia de Polícia Civil de Ivinhema, a 297 quilômetros de Campo Grande.

Para as conselheiras a família afirmou que não sabia, mas que desconfiava dos abusos que a garota vinha sofrendo. “Ela contou detalhes do abuso, mas não podemos divulgar, até para preservar a vítima”, explica uma das conselheiras. Agora a menina está morando com a mãe na casa de uma tia e está recebendo acompanhamento psicológico.

Prisão

O caso veio a público no dia 6 de julho, quando um boletim de ocorrência por estupro de vulnerável foi registrado da delegacia da cidade. Logo em seguida o delegado Ricardo Cavagna ouviu várias testemunhas e pediu exames de corpo de delito, que comprovaram a conjunção carnal.

“Imediatamente pedi a prisão temporária do acusado, que foi deferida pelo Poder Judiciário e com parecer favorável do MPE (Ministério Público Estadual) e na manhã de sábado, eu e dois agentes fomos até um sítio e prendemos o suspeito”, frisou o Delegado.

Em interrogatório ele teria confessado os abusos e admitido que  a vítima era sua filha legítima. O idoso permaneceu preso em uma cela separada dos demais detentos até a noite deste domingo (12), quando foi encontrado morto por um investigador.

O suspeito estava no banheiro, pendurado no suporte de toalha, com um cadarço amarrado no pescoço. “De manhã ele estava normal, na hora do almoço também, aí na janta foi encontrado morto. O inquérito policial já foi instaurado e testemunhas devem ser ouvidas no próximo dia”, afirmou o delegado. O caso está sendo tratado como suicídio.

Jornal Midiamax