Polícia

Jagunço responsável por quadrilha que roubava fazendas em MS e SP é preso

Ação foi feita pela SIG e Polícia Civil de Andradina

Midiamax Publicado em 29/06/2015, às 21h12

None
jagunco_-_radio_cacula.jpg

Ação foi feita pela SIG e Polícia Civil de Andradina

José Valério Freite Correia, de 42 anos, conhecido como “Jagunço”, foi preso na manhã desta segunda-feira (29) pelo crime de roubo. Ele é apontado como o líder de uma quadrilha que praticava os assaltos em fazendas de Mato Grosso do Sul e São Paulo.

O suspeito foi preso por conta de uma operação conjunta ocorrida entre a SIG (Seção de Investigações Gerais) da Delegacia Rregional de Três Lagoas em parceria com a Polícia Civil de Andradina (SP). José tinha dois mandados de prisão preventiva que foram expedidos pelas comarcas dos dois Estados.

Operação

A operação desta manhã contou com o apoio de dois delegados e cinco agentes da Polícia Civil de Três Lagoas e um delegado e dois agentes da polícia de Andradina. O grupo perseguiu e deteve o Jagunço que estava no mato. Na casa dele foram encontrados um revólver calibre 38 municiado com cinco projéteis, R$ 4.671,00 em espécie, duas porções de maconha, duas motocicletas, além de diversos objetos de origem duvidosa.

A primeira fuga aconteceu em março deste ano em um assentamento rural entre as cidades de Andradina e Castilho, no Estado paulista, na ocasião o suspeito efetuou diversos tiros ao ser abordado por policiais militares.

Na terça-feira (23), Jagunço realizou uma fuga cinematográfica em Pereira Barreto (SP) quando jogou o carro em que estava contra os agentes e posteriormente entrou numa mata. Na ocasião, a polícia solicitou apoio aéreo através do helicóptero águia da PM (Polícia Militar) de São Paulo, mas ele não foi localizado.

A partir disso, as duas forças se uniram para realizar uma operação em conjunto, conforme informações do Rádio Caçula. José foi autuado em flagrante pela SIG e deve ser recambiado para a cidade de Andradina (SP), onde responde a inquéritos policiais por furto, receptação e tentativa de homicídio.

Além do Jagunço, outras quatro pessoas no Estado de São Paulo também foram presas. Eles são apontados como os responsáveis pelo roubo em uma fazenda em Selvíria. A polícia também investiga a procedência das motocicletas que não têm placa e estão com o chassis raspados. Elas foram encaminhadas para perícia.

Jornal Midiamax