Polícia

Fique esperto: bandidos tentam dar o golpe do troco com falso depósito na Capital

Crimes são cometidos por telefone

Midiamax Publicado em 15/06/2015, às 18h45

None
policia_ilustrativa-gw.jpg

Crimes são cometidos por telefone

O uso do telefone para praticar os crimes de estelionato é antigo, porém as táticas usadas pelos suspeitos estão sendo inovadas. Um fato inusitado foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Campo Grande, onde uma empresa recebeu uma grande encomenda de marmitas.

De acordo com a vítima, um suposto cliente pediu o orçamento algumas marmitas e refrigerantes. O valor da compra seria de R$ 2.260,00. Com isso, o suposto comprador pediu a conta bancária do local para que pudesse fazer a transferência do montante.

Entretanto, o cliente teria informado que faria o depósito de R$ 3,1 mil,  a empresa pudesse devolver por meio de depósito o valor de R$ 840,00.

A funcionária da empresa estranhou o método de negociação do suposto cliente e informou que entregaria o troco pessoalmente, assim que ele fosse até a empresa pegar as marmitas encomendadas.

Ela notou que houve um depósito na conta da empresa, entretanto, o montante estava ‘bloqueado’, por conta da conferência do valor do envelope. A mulher ao procurar a delegacia revelou que o suposto cliente não voltou a ligar e não apareceu no comércio para retirar a mercadoria supostamente adquirida.

Jornal Midiamax