Polícia

Fetagri interdita BR-163 e congestionamento chega a 5 quilômetros

Segundo a PRF, a rodovia está bloqueada desde as 7h10. Há congestionamento nos dois sentidos.

Wendy Tonhati Publicado em 06/01/2015, às 11h17

None
img-20150105-wa0038.jpg

Segundo a PRF, a rodovia está bloqueada desde as 7h10. Há congestionamento nos dois sentidos.

Os manifestantes da Fetragri (Federação do Trabalhadores da Agricultura) bloquearam a BR-163, no KM 134, em Naviraí, a 359 quilômetros de Campo Grande, na manhã desta terça-feira (6). A informação é da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Segundo a PRF, a rodovia está bloqueada desde as 7h10. Há congestionamento de aproximadamente cinco quilômetros nos dois sentidos. Até o momento, há cerca de 30 pessoas, incluindo várias crianças no protesto.

Não foi informado ainda o motivo do bloqueio. Os manifestantes dizem apenas que estão aguardando resposta da presidente Dilma Rousseff e não há previsão de liberação. A PRF entrou em acordo com os manifestantes, sendo que o trânsito será liberado a cada meia hora

A PRF ainda orientou os motoristas que estiverem saindo de viagem com passagem por aquele ponto da rodovia que, na medida do possível, adiem a ou façam paradas em pontos de apoio.

2º dia de manifestações

Na segunda-feira (5), o MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) bloqueou quatro rodovias do Estado por cerca de 7 horas. Foram bloqueadas as BRs-163, em Terenos, e a 267, no distrito de Nova Casa Verde, em Nova Andradina. O bloqueio faz parte da Jornada Nacional de Lutas, que pede a aceleração da reforma agrária em todo o país.

O movimento exige a liberação de áreas já vistoriadas pelo Incra, andamento nas vistorias e a reestruturação do Incra, que eles alegam estar com a estrutura sucateada, sofrendo com falta de equipamentos e pessoal capacitado para tocar os projetos . Entre as exigências do movimento também está a reestruturação da política de alimentos saudáveis, que solicita uma linha de crédito para produção de alimentos saudáveis aos assentados.

Jornal Midiamax