Polícia

Fazendeiro é multado em R$ 7,1 mil por exploração ilegal de madeira em área de reserva

Funcionário derrubou 12 aroeiras, árvore proibida para corte 

Midiamax Publicado em 25/11/2015, às 19h26

None
aroeira_bandeirante_pma_25_de_nov_2015.jpg

Funcionário derrubou 12 aroeiras, árvore proibida para corte 

O proprietário de uma fazenda em Bandeirantes foi multado em R$ 7,1 mil por crime ambiental de extração ilegal de madeira protegida por lei em área de reserva, depois de fiscalização na tarde de terça-feira (25), no município de Bandeirantes.

Sem autorização do órgão ambiental, o funcionário da fazenda havia derrubado 12 árvores da espécie aroeira (proibida de corte) e três ipês. A madeira explorada ilegalmente seria transformada em toras, em estacas, postes e palanques para cerca.

As atividades ilegais foram paralisadas na fazenda. O proprietário, que mora em Terenos, responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de um a dois anos de reclusão. A pena é agravada devido ao corte proibido da aroeira.

A portaria 83N de 1991, do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), proíbe o corte da aroeira e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. 

Jornal Midiamax