Polícia

Facas, celulares, maconha e bebida artesanal são apreendidos em presídio do interior

Diretor se surpreendeu com a criatividade dos presos

Midiamax Publicado em 14/10/2015, às 19h17

None
apreensoes.jpg

Diretor se surpreendeu com a criatividade dos presos

A Penitenciária Estadual de Dourados divulgou nesta quarta-feira (14) um balanço das apreensões referentes ao período de 8 de setembro a 9 de outubro. Foram apreendidos 1,155 gramas de maconha, 21 facas, 60 litros de bebidas artesanais, além de 14 celulares, cinco carregadores, 14 chips, dois cartões de memória, fones de ouvido e cabo USB.

Conforme relatório apresentado pelo diretor José Nelson Amaral de Oliveira, as apreensões correspondem a revistas de rotina realizadas pelos agentes penitenciários em celas, solários e demais espaços do presídio, bem como com os visitantes. “É resultado de um trabalho diário, não envolveu uma operação pente-fino maior. Esses úmeros demonstram o comprometimento da equipe, somado ao profissionalismo e entrosamento dos servidores, que não medem esforços para manter a disciplina em nossa unidade”, explicou.

Segundo diretor, as facas e uma lança apreendidas eram confeccionadas pelos internos a partir de ferros retirados da estrutura do presídio. A bebida artesanal era produzida a partir de restos de alimentos em um alambique improvisado com marmitas.

“O que chamou bastante a nossa atenção nessas apreensões registradas foi o tamanho das facas, e até uma lança, apreendidas com os presos, utilizando de muita criatividade; isso não pode, em hipótese nenhuma, ser tolerado”, afirmou o diretor-presidente Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Ailton Stropa Garcia. 

Jornal Midiamax