Polícia

Empresário e PM perseguem ladrões após assalto no Campo Nobre, um é detido

A esposa de um dos suspeitos denunciou falsamente o roubo do veículo usado no crime

Midiamax Publicado em 25/02/2015, às 11h04

None

A esposa de um dos suspeitos denunciou falsamente o roubo do veículo usado no crime

Um dos envolvidos em um assalto no Bairro Campo Nobre, região norte de Campo Grande, foi detido no início da noite de terça-feira (24), após se envolver em um assalto. A dupla chegou a ser perseguida por um empresário e pela PM (Polícia Militar).

A Polícia Civil informou que a dupla entrou em um estabelecimento comercial e anunciou o assalto. O dono do mercado, aproveitou um momento de distração dos criminosos e saiu por uma porta localizada na lateral do imóvel.

O empresário ficou dentro da caminhonete a espera da dupla, que ao sair do comércio fugiu em uma Honda Titan, preta, placa HSK-8982, de Campo Grande (MS). A vítima começou a perseguir os motociclistas e o fato chamou a atenção da PM (Polícia Militar) que passava pelo local.

Os militares também participaram da perseguição. A dupla não respeitou à ordem de parada, e o garupa chegou a efetuar um tiro para trás. Após 400 metros de onde provocou o disparo, o condutor perdeu o controle do veículo e ambos caíram.

O garupa foi identificado Sérgio Alves dos Santos, de 47 anos. Com ele estava a arma de fogo e R$ 1,3 mil do mercado. Ele foi detido em flagrante pelo crime de roubo e disparo de arma de fogo. Já o motorista foi identificado como Marcos Ferreira de Carvalho, de 37 anos, que fugiu do local, mas deixou a motocicleta.

Mais tarde, a esposa de Marcos foi até a delegacia para denunciar o roubo da motocicleta, que está em nome dela. Os policiais perceberam que se tratava de uma falsa comunicação de crime, já que o comparsa já havia delatado quem era o piloto.

Com isso, ela foi autuada em flagrante pelo crime e liberada. A mulher vai responder em liberdade. Já o veículo segue apreendido na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Jornal Midiamax