Polícia

Dupla se passa por delegado e comandante da PM para apavorar em cidade de MS

Vítimas foram obrigadas a tirar as roupas e após serem agredidas foram abandonadas

Wendy Tonhati Publicado em 24/02/2015, às 19h55

None
giroflex.jpg

Vítimas foram obrigadas a tirar as roupas e após serem agredidas foram abandonadas

Um homem de 32 anos e um adolescente de 17 anos foram parar na delegacia após se passarem por comandante da Polícia Militar e por delegado da Polícia Civil, em Costa Rica, a 384 quilômetros de Campo Grande. Eles atacaram várias pessoas e causaram pânico na cidade.

De acordo com a Polícia Civil, na manhã da segunda-feira (23), várias pessoas procuraram a polícia dizendo que teriam sido abordadas na noite do domingo (22) e que foram obrigadas a entrar em um veículo de cor escura. Algumas não conseguiram escapar e foram levadas para fora da cidade.

As vítimas foram obrigadas a tirar as roupas, deitar no chão, em um local conhecido por “lixão”, onde após serem agredidas foram abandonadas e tiveram que voltar a pé para a cidade. Elas foram ameaçadas de que se caso contassem o que tinha acontecido. Os agressores disseram que voltariam e cortariam a língua das vítimas.

David da Silva Rosendo, de 32 anos, foi preso acusado de roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima, corrupção de menores, lesão corporal dolosa, roubo majorado pelo concurso de pessoas e violação de domicílio. Ele foi preso em flagrante na segunda. O adolescente foi apreendido em flagrante de ato infracional.

Uma das vítimas, um adolescente, contou que estava seguindo para casa e quando estava próximo a um clube recreativo, um veículo parou do lado. O passageiro desceu e disse que era policial, pedindo para o adolescente entrar no carro. Ele foi agredido com murros na nuca.

Outra testemunha, um rapaz que estava falando ao telefone próximo à boate, disse que foi abordada por dois homens que se apresentaram como sendo policiais, mas como sabia que os acusados não eram policiais, saiu correndo e entrou na casa do sogro. A dupla arrombou a porta e agrediu o rapaz e o sogro dentro da residência. 

Dois Investigadores conseguiram, por meio de imagens de circuito interno de alguns estabelecimentos, chegar aos acusados. Um celular que foi roubado de uma das vítimas foi recuperado na casa dos envolvidos e devolvido. O veículo usado para praticar os crimes foi apreendido e reconhecido pelas vítimas, sendo um veículo Quantun GL 2000.

Jornal Midiamax