Polícia

Dono encontra notebook furtado na OLX e vendedor é preso em flagrante

Vários eletrônicos foram apreendidos

Renata Portela Publicado em 06/11/2015, às 14h56

None
img-20151106-wa0041.jpg

Vários eletrônicos foram apreendidos

Na manhã desta sexta-feira (6), equipes do SIG (Setor de Investigações Gerais) do DPC (Departamento de Polícia da Capital) prenderam Leandro José Teixeira, de 34 anos. Ele foi detido em um supermercado, quando tentava vender um notebook furtado ao dono do aparelho.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima teve o veículo arrombado e vários pertences furtados na noite de quarta-feira (4), nas proximidades de uma lanchonete na Avenida Eduardo Elias Zahran. Na manhã desta sexta-feira, o rapaz localizou um anúncio do notebook no site de vendas OLX e acionou a polícia.

Equipes do SIG iniciaram operação para recuperar o aparelho e prender o responsável. O dono do notebook disse ao vendedor que iria até o pátio do supermercado, localizado na saída para São Paulo, onde eles negociariam a compra. Ele ainda informou a Leandro que estaria acompanhado da namorada.

Já no supermercado, a vítima reconheceu o notebook e a policial civil, que foi disfarçada de namorada do rapaz, deu voz de prisão ao suspeito. Outros policiais à paisana auxiliaram na prisão e, no veículo de Leandro, foi encontrado mais um notebook furtado. O homem revelou que tinha outros aparelhos eletrônicos em casa, no Los Angeles, e as equipes policiais foram ao local.

Na casa de Leandro, foram encontrados mais 10 notebooks, 2 televisões, um DVD, mochilas, um revólver calibre 32 e munições calibre 38. Os produtos, provenientes de furtos, foram apreendidos e encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga. De acordo com os policiais, só um dos notebooks está avaliado em R$ 7 mil.

Para a Polícia Civil, o fato que mais chamou a atenção é que Leandro trabalha como motorista em uma empresa de transportes e recebe R$ 2 mil por mês. Ainda assim, ele tem um Honda Civic e uma motocicleta de 300 cilindradas. Em depoimento, o homem ainda revelou que comprava os aparelhos para revender, mas diz que não sabia que os objetos eram produto de furto.

Furtos em série

Segundo a Polícia Civil, vários furtos ocorreram em Campo Grande no último mês. Em todos os casos, os suspeitos arrombam carros estacionados e furtam os objetos que estão dentro do veículo. A polícia dia acreditar que, a partir da prisão de Leandro, pode chegar aos autores dos furtos. Leandro responderá pelo crime de receptação e também por posse ilegal de arma de fogo.

Jornal Midiamax