Polícia

Crescer, casar, separar… e agora? Jornalista lança livro que reúne relatos de divórcios

Mato Grosso do Sul ocupa a terceira posição no ranking das maiores taxas gerais de divórcios do país

Mikaele Teodoro Publicado em 21/06/2015, às 09h38

None
unnamed_1_8.jpg

Mato Grosso do Sul ocupa a terceira posição no ranking das maiores taxas gerais de divórcios do país

Intrigada com o alto número de divórcios registrados em Mato Grosso do Sul e, principalmente, confusa com seus sentimentos em relação à própria separação, a jornalista Luzia Gonçalves, 41 anos, decidiu reunir em um livro nove histórias sobre as dissoluções matrimoniais.

“Meu objetivo é falar sobre como é difícil se separar, os sentimentos e erros envolvidos nisso. Durante as entrevistas percebi que a minha experiência era muito parecida com a das outras pessoas”, conta Luzia.

Mato Grosso do Sul ocupa a terceira posição no ranking das maiores taxas gerais de divórcios do país, segundo pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano de 2013. Desde 2008 o Estado oscila entre a segunda e a quarta colocação nessa estatística.

O livro-reportagem foi concluído em 2012, mas sem auxilio ou financiamento a jornalista precisou juntar dinheiro para bancar a publicação. “Foi um trabalho muito importante para mim. Fiquei muito feliz em ver que as fontes aprovaram o meu olhar sobre a história delas”, diz a jornalista que como todos os outros temeu não captar o sentimento exato de suas fontes.

O livro relata as circunstâncias em que os casais se conheceram, como iniciaram os desentendimentos e como aconteceu o término definitivo. Justamente por isso, Luzia afirma não se tratar apenas de uma narrativa para pessoas que passam por um divórcio, mas para todos os casais.

“Vendo como as histórias dos outros se desenrolam é possível observar o erro do outro e os acertos também. Com isso conseguimos avaliar algumas coisas sobre o nosso próprio relacionamento”, conta.

Os nomes dos entrevistados foram preservados, mas entre elas está a sua. “Minha história pessoal é uma das nove relatadas no livro. Mas os nomes todos foram preservados”, conta. Terminei em 2012 e só agora está publicado.

Entre as principais dificuldades relatadas pelos seus entrevistados, a jornalista destaca a falta de comunicação e a infidelidade como grandes desencadeadores de divórcios.

“Muitos reclamaram daquela história da via de mão única. Você faz pelo outro, se cansa de nunca receber e desiste. Outro ponto importante foi a falta de comunicação e necessidade de acertar os pequenos desentendimentos diários. As coisas vão se acumulando até o memento que se perde a paciência e explode.  A traição também é algo muito complicado. Poucos casais resistem a uma traição”, explica. A noite de autógrafos do livro será na terça-feira (23) às 19 horas no Fran’s Café.

Jornal Midiamax