Polícia

Comissão de Ética vai chamar parlamentar que beliscou bumbum de vereadora

A vereadora Virgínia representou criminalmente contra o colega pelo 'beliscão'

Midiamax Publicado em 10/06/2015, às 15h03

None
foto_20.jpg

A vereadora Virgínia representou criminalmente contra o colega pelo ‘beliscão’

Após a Câmara Municipal de Dourados receber a representação da vereadora Virgínia Marta Magrini (PP) de acusar o colega Maurício Lemes (PSB) de ter ‘beliscado seu bumbum’, a Comissão de Ética vai analisar o caso.

Segundo a assessoria de imprensa da presidência da Câmara, na manhã desta quarta-feira (10), chegou a representação que será encaminhada para a Comissão de Ética. Ainda segundo a assessoria, é uma situação que tem de ser tratada entre os dois vereadores, mas que o presidente vai tomar todas as medidas exigidas depois que a Comissão analisar o caso.

Depois da conclusão da Comissão é que será avaliada se houve quebra de decoro do vereador. O procurador jurídico da Casa de Leis disse que é muito cedo para dizer que o vereador cometeu quebra de decoro e é preciso aguardar o parecer da Comissão de Ética.

O vereador Maurício Lemes (PSB), disse por meio da assessoria, que foi um mal-entendido da colega. A assessoria afirmou ainda que ele não beliscou a vereadora. O fato foi que na hora de tirarem a foto e a Virgínia estava na frente e Lemes cutucou sua cintura para que saísse da frente.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a vereadora Virgínia Marta Magrini, mas não conseguiu contato porque ela está em viagem.

O caso

A vereadora Virgínia Marta Magrini (PP) acusou o colega Maurício Lemes (PSB) de ‘beliscar o seu bumbum’ durante uma seção solene na Câmara Municipal de Dourados, a 226 quilômetros de Campo Grande, na noite desta segunda-feira (8). Após o constrangimento a vítima registrou boletim de ocorrência por importunação ofensiva ao pudor na DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher).

Jornal Midiamax