Polícia

Comerciante é multado em R$ 5 mil por destruir mata ciliar de lagoa

A PMA foi ao local e autuou o proprietário rural

Diego Alves Publicado em 20/05/2015, às 23h28

None
lagoa.jpg

A PMA foi ao local e autuou o proprietário rural

Um comerciante de 47 anos, foi multado em R$ 5 mil por destruir a mata ciliar de uma lagoa localizada às margens da lagoa Maria do Rosário, no bairro Nova Miranda em Miranda 209 quilômetros de Campo Grande. A PMA (Polícia Militar Ambiental), foi ao local e autuou o proprietário rural.

No local foi constatado que o autor cortou vegetação arbustiva que estavam em fase de regeneração. As árvores são nativas de pequeno porte de 12 e 16 centímetros de diâmetro, estando algumas delas nas matas ciliares da lagoa, que é uma área de preservação permanente (APP).

Foram cortadas árvores das espécies carandá, canjiqueira, sarã e cipozeiro de banhado, vegetação típica de matas ciliares. O infrator disse que não sabia que é proibido o desmatamento da vegetação.

O comerciante foi levado a delegacia de Polícia Civil de Miranda e responderá por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente. A pena é de um a três anos de detenção. O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental Estadual um plano de recuperação da área degradada – PRADE.

Jornal Midiamax