Ação deve durar uma hora em Mato Grosso do Sul

Por uma hora, policiais federais com faixas tentam alertar a sociedade a respeito da PEC 412 (Proposta de Emenda Constitucional) – ‘PEC da Autonomia’. A ação é realizada em frente às sedes da PF () de Mato Grosso do Sul, sendo em Campo Grande, , Ponta Porã, Naviraí, e , na manhã desta quarta-feira (6).

presidente do Sinpef/MS (Sindicato dos Policiais Federais de Mato Grosso do Sul), Jorge Luiz Ribeiro Caldas da Silva, informou para a equipe do Jornal Midiamax que a PEC pode ser um abacaxi. “No começo doce, mas depois azedo”, revela e explica que, “esta autonomia não vai acrescentar nada para a categoria, apesar dar mais atribuições desnecessária”.

A Proposta que está em tramitação no Congresso fala que o diretor-geral da PF poderá gerir as finanças do órgão. “Hoje quem faz isso é o MPF (Ministério Público Federal), e este papel estão querendo passar para nós. Uma das atribuições seria a abertura de concursos públicos, porém, isso foge da nossa alçada”, comenta o presidente do Sinpef.

Caldas também informa que o manifesto é em prol da defensa dos agentes, papiloscopistas, escrivães e peritos criminais da PF. “Há muito mais Propostas que realmente enaltecem a categoria, como novos equipamentos, estrutura e treinamento, porém há um empenho do poder legislativo em algo desnecessário”, frisa.

Saiba Mais