Polícia

Após duas cirurgias mulher morre e família suspeita de erro médico

A vítima morreu nesta segunda-feira 

Midiamax Publicado em 15/06/2015, às 20h48

None
depac_centro-gw3.jpg

A vítima morreu nesta segunda-feira 

Uma mulher, de 56 anos, morreu nesta segunda-feira (15) três dias depois de passar por uma cirurgia para supostamente retirar uma hérnia e a família suspeita que na verdade, tenha ocorrido negligência médica no caso da vítima. O procedimento seria em consequência a uma operação anterior, feita no Hospital São Julião.

Para a Polícia Civil, a filha da vítima contou que a mãe passou por um procedimento cirúrgico para retirar de uma vesícula e mesmo reclamando de falta de ar o médico que a atendeu deu alta para ela. Em casa a mulher piorou e foi levada para o UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, onde foi constatado que ela estava com liquido no pulmão, supostamente por causa de uma perfuração no órgão durante a cirurgia.

Com isso, ela foi encaminhada para o Hospital Universitário e passou por uma drenaram e também por tratamento de pneumonia e infecção. Na última sexta-feira (12), a vítima foi submetida à outra cirurgia, desta vez para retirada de uma hérnia que havia se formado no local do primeiro procedimento.

Durante a recuperação, ela contou para a filha que o médico havia revelado que na verdade ela estava com uma infecção. Segundo diretor administrativo Amilton Fernandes Alvarenga, nos prontuários médicos está registrado que na primeira cirurgia a vítima foi liberada em plenas condições físicas e que a segunda o procedimento realmente foi para retirar uma hérnia. 

Jornal Midiamax