Polícia

Agentes penitenciários descobrem celulares e chips dentro de vassouras ocas

A mercadoria era transportada por uma mulher que pretendia visitar um irmão detento

Midiamax Publicado em 11/04/2015, às 17h33

None
vassoura_celular.jpg

A mercadoria era transportada por uma mulher que pretendia visitar um irmão detento

Uma mulher foi presa, neste sábado por volta das 10 horas, tentando entrar com 256 chips e quatro celulares dentro da Penitenciária de Dois Irmãos do Buriti, a 85 quilômetros de Campo Grande. A mercadoria estava escondida dentro de duas vassouras e de um rodo.

De acordo com o BO (Boletim de Ocorrência), L.F.S.M, de 27 anos, pretendia seu irmão, R.F.S, que está preso por tráfico de drogas.

Os agentes penitenciários só descobriam o crime porque desconfiaram do tamanho das vassouras que eram transportadas pela mulher. Eles fizeram uma revista de praxe e contataram que as ferramentas de limpeza eram ocas para esconder os celulares e os chips. Também havia quatro fones de ouvido e quatro carregadores.

Ao ser detida, a moça informou que estava parada em um ponto de vans, quando um desconhecido pediu para que ela entregasse a mercadoria para um homem chamado Diogo. Ela não soube falar para a polícia qual seria o sobrenome do receptador.

Ela foi presa por ingressar com aparelho telefônico de comunicação móvel dentro de um presídio. O caso foi registrado na delegacia de Dois Irmãos do Buriti.

Jornal Midiamax