Polícia

Acusados de matar e queimar mulher no Parque dos Poderes vão a júri nesta quarta

O Ministério Público afirma que os réus utilizaram de meio cruel

Diego Alves Publicado em 04/11/2015, às 00h33

None
jovemmorta.jpg

O Ministério Público afirma que os réus utilizaram de meio cruel

Fernando Augusto dos Reis Guimarães, 26 anos, e José Carlos da Silva, de 28 anos serão julgados pelo assassinato de Viviane Rodrigues Matos de 31 anos, ocorrido no dia 5 de setembro de 2013. Viviane que foi decapitada e carbonizada, foi encontrada na Rua Cruz de Malta, no Bairro Chácara dos Poderes.

O julgamento será realizado às 8 horas desta quarta-feira (4), na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande. Viviane foi morta por dançar sobre algumas caixas e com isso ter quebrado duas garrafas de champanhe na Boate Paraíso, onde era garota de programa.

De acordo com a denúncia que os réus agiram por motivo fútil, pois praticaram o crime em razão de uma discussão irrelevante na boate. Os acusados teriam usado de recurso que dificultou a defesa da vítima, pois se valeram da superioridade numérica e tiraram-lhe a vida quando estava totalmente indefesa.

O Ministério Público afirma que os réus utilizaram também de meio cruel, porque agrediram e asfixiaram  a vítima, produzindo-lhe sofrimento físico e psicológico desnecessário. Por fim, o MP pontuou que os acusados atearam fogo no cadáver, destruindo-o parcialmente.

Em análise dos autos, o juiz Aluízio Pereira dos Santos, titular da Vara, pronunciou os réus nos termos da denúncia.

Jornal Midiamax