Polícia

Acidente com mureta baixa causou queda e morte de policial embriagado

Policial teria perdido o equilíbrio e indícios revelam que o caso será tratado como acidente

Arlindo Florentino Publicado em 18/05/2015, às 13h44

None
capa_1_morte.jpg

Policial teria perdido o equilíbrio e indícios revelam que o caso será tratado como acidente

A Polícia Civil ainda vai aguardar o resultado dos exames da perícia feita no local para se pronunciar oficialmente sobre a morte  do investigador Honório Aparecido de Oliveira Filho de 43 anos de idade. Ele morreu no último sábado, depois de cair do segundo andar do prédio onde morava, no Bairro Flamboyant.

Embora ainda não haja a conclusão dos exames periciais, indícios dão conta de que um acidente causou a morte. Uma fonte da polícia confirmou que o policial estaria sob efeito de bebida alcoólica e teria se desequilibrado e caído do segundo andar e caído de altura estimada de 3,5 metros.

“A mureta da sacada tem cerca de 50 a 60 centímetros e ele tinha um certo porte físico. A hipótese é de que tenha se desequilibrado e sem encontrar um local para se apoiar, teria caído”, afirmou um policial.

A morte foi registrada por volta das 21 horas. Honório passou o dia em uma festa e foi deixado em casa por amigos. Ele não teria conseguido entrar no apartamento e estaria aguardando a esposa levar a chave. Neste meio tempo, vizinhos ouviram um barulho e viram o corpo.

Equipes de socorro foram acionadas, ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento do  Bairro Tiradentes, mas não resistiu.

O policial estava lotado Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Relação de Consumo).

Jornal Midiamax