Polícia

Polícia quer saber origem e destino de dinheiro achado com supostos cabos eleitorais

A Polícia Civil investiga a origem e o destino de R$ 47 mil apreendidos com supostos cabos eleitorais em Mato Grosso do Sul, sob suspeita de crime eleitoral. Além do dinheiro, foram encontradas planilhas com nomes de supostos destinatários da verba, incluindo vários políticos de municípios do interior. O caso surgiu no dia 30 de […]

Arquivo Publicado em 11/09/2014, às 15h33

None

A Polícia Civil investiga a origem e o destino de R$ 47 mil apreendidos com supostos cabos eleitorais em Mato Grosso do Sul, sob suspeita de crime eleitoral. Além do dinheiro, foram encontradas planilhas com nomes de supostos destinatários da verba, incluindo vários políticos de municípios do interior.

O caso surgiu no dia 30 de agosto, após a PRF (Polícia Rodoviária Federal) interceptar uma caminhonete Hilux na BR-163, em São Gabriel do Oeste, município distante 130 quilômetros de Campo Grande. O dinheiro estava dentro do veículo e, conforme as informações policiais, os ocupantes disseram trabalhar para um candidato ao governo estadual.

A reportagem do Midiamax preservou o nome do candidato citado pelos ditos cabos eleitorais. Isso porque, até o momento, as investigações estão em fase inicial e não há indiciamento, por exemplo, de modo que divulgação antecipada, além de prejudicar a ação policial, poderia causar danos ao concorrente citado.

O delegado de São Gabriel do Oeste, Fabio Magalhães, enviou documentos a colegas de municípios vizinhos, para que estes investiguem os nomes citados nas planilhas encontradas com os supostos cabos eleitorais. Eles, inclusive, foram ouvidos e liberados. O dinheiro e o veículo também não ficaram retidos.

Jornal Midiamax