Polícia

Polícia Civil de Selvíria esclarece roubo à fazenda e prende acusados do crime

Um roubo ocorrido no início da noite do dia 3 deste mês, em uma fazenda de Selvíria (MS) foi esclarecido pela Polícia Civil, que prendeu nesta quinta-feira (20) em Inocência (MS), dois homens acusados de praticar o crime. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Dr. Messias Pires, Valmir Alex de Oliveira, 28 anos […]

Arquivo Publicado em 20/03/2014, às 23h08

None

Um roubo ocorrido no início da noite do dia 3 deste mês, em uma fazenda de Selvíria (MS) foi esclarecido pela Polícia Civil, que prendeu nesta quinta-feira (20) em Inocência (MS), dois homens acusados de praticar o crime.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Dr. Messias Pires, Valmir Alex de Oliveira, 28 anos e Orizon Barbosa Júnior, 21 anos, utilizaram facas para render as vítimas, um idoso de 78 anos, moradores de uma propriedade rural do município.

Sob ameaças de morte as vítimas foram obrigadas a entregar aos assaltantes todo o dinheiro que tinham em casa e alguns objetos. Além disso os acusados roubaram três armas de fogo da fazenda, sendo dois revólveres, um calibre 38 e outro 32 e uma espingarda calibre 36.

Para evitar que as vítimas pedissem socorro, Valmir e Orizon arrancaram fios e quebraram aparelhos telefônicos da propriedade. O casal de idosos foi trancado na casa, onde permaneceu até 6 horas da manhã, quando foram socorridos pelo patrão, um médico do município.

Após várias diligências que apontavam os acusados como autores do crime, Dr. Messias representou pela prisão preventiva de Valmir e Orizon, que foram detidos nesta quinta-feira, durante uma operação realizada em Inocência, com o apoio da Polícia Civil local. De acordo com o delegado, Orizon ainda estava parte do dinheiro roubado dos idosos.

As armas utilizadas no crime também foram apreendidas. “O revólver calibre 38, o Valmir tinha vendido para Eugênio Luiz de Azambuja, 50 anos, pessoa que possui antecedentes criminais. Já o 32 foi apreendido na posse de um adolescente de 16 anos, acusado de envolvimento com o tráfico de drogas e a espingarda foi comprada por Ariovaldo Aro Degan Filho, 39 anos, que é ex-presidiário”, explica o delegado.

Os dois maiores foram presos e autuados em flagrante por posse irregular de arma de fogo. Já o menor foi autuado em procedimento que apura infrações cometidas por adolescentes, sendo em seguida liberado. Valmir e Orizon foram encaminhados para o Presídio de Segurança Média de Três Lagoas, onde permanecem a disposição da justiça.

Jornal Midiamax