Polícia

Homem é preso no MT por suspeita de estuprar seis mulheres em 10 dias

Um homem de 33 anos foi preso em Várzea Grande (MT), a seis quilômetros de Cuiabá, por suspeita de estuprar seis mulheres em dez dias na região do bairro Cristo Rei. Adilson Marinho de Campos foi detido pela Polícia Militar em companhia de sua namorada. Ele estava com um revólver calibre 38, usado para abordar […]

Arquivo Publicado em 19/02/2014, às 17h32

None

Um homem de 33 anos foi preso em Várzea Grande (MT), a seis quilômetros de Cuiabá, por suspeita de estuprar seis mulheres em dez dias na região do bairro Cristo Rei. Adilson Marinho de Campos foi detido pela Polícia Militar em companhia de sua namorada. Ele estava com um revólver calibre 38, usado para abordar as vítimas.


De acordo com a delegada Daniela Maidel, o primeiro caso ocorreu em 7 de fevereiro. Três amigas foram abordadas pelo suspeito quando caminhavam na região do bairro Da Manga, mas apenas a mais nova, de 16 anos, foi estuprada. As três mulheres reconheceram o suspeito após reportagem em um programa de TV, na manhã de terça-feira, e procuraram a delegacia. “Agora a gente acredita que possam haver outras vítimas”, disse a delegada.


No último dia 10, duas irmãs, de 15 e 19 anos, foram abordadas em via pública, no Cristo Rei, e levadas para um matagal no bairro Carrapicho. No local foram estupradas e tiveram celulares e dinheiro roubados. “Ele obrigava as vítimas entrarem no carro, um Uno branco, rodava com elas e depois de fazer o terror acabava estuprando e roubando”, contou Daniela.

No dia 15 de fevereiro, outras duas mulheres, de 36 e 37 anos, foram abordadas no bairro Da Manga e levadas para mesma região do Carrapicho e lá igualmente estupradas. No domingo, uma jovem de 21 anos foi abordada no bairro Cristo Rei e descreveu as mesmas características e veículo do agressor. “Todas as características foram divulgadas no meio policial e a polícia estava em alerta”, informou.


Diante dos reconhecimentos das vítimas, o suspeito confessou os estupros, mas não alegou o motivo dos crimes. Na Delegacia da Mulher de Várzea Grande ele foi indiciado em três inquéritos policiais pelo crime de estupro e roubo, além do porte ilegal de arma de fogo já autuado no plantão.


A namorada do suspeito disse ao delegado plantonista que desconhecia os estupros, porém foi autuada por receptação do celular de uma das vítimas, pagou fiança e foi liberada. 

Jornal Midiamax