Polícia

Conhecido da policia, homem com pena por homicídio e roubo é preso novamente

A Polícia Militar prendeu três homens na noite desta terça-feira (05) em Campo Grande. Um dos detidos, Robson Silva dos Santos, 21 anos, tem mais de 20 passagens pela policia e já cumpriu pena por homicídio, roubo e porte de arma. Os outros dois presos foram Marcos Assis da Silva, de 21 e Douglas Jara […]

Arquivo Publicado em 06/11/2013, às 11h42

None
802274818.jpg

A Polícia Militar prendeu três homens na noite desta terça-feira (05) em Campo Grande. Um dos detidos, Robson Silva dos Santos, 21 anos, tem mais de 20 passagens pela policia e já cumpriu pena por homicídio, roubo e porte de arma. Os outros dois presos foram Marcos Assis da Silva, de 21 e Douglas Jara Cavanha Alves, de 18.  A ação aconteceu no bairro Jockey Clube.  A prisão do trio foi feita pela Rotac Batalhão de Choque.


Na segunda-feira (04) Robson e Marcos roubaram uma Faizer preta de um rapaz na Orla Morena. Essa moto foi utilizada em vários roubos na região sul da cidade. Na terça-feira, no período da tarde, os homens roubaram uma pessoa na região central da cidade e no período noturno roubaram uma senhora na rua Japão, próximo ao shopping Norte Sul.


A policia foi acionada e conseguiram abordar os bandidos na rua das Rosas, no bairro Jockey Clube. Durante depoimento aos policiais Robson e Marcos entregaram Douglas, que foi preso em casa. Todos foram encaminhados a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.


De acordo com a polícia, desde que saiu do presídio, em setembro, Robson já realizou mais de 10 roubos a farmácias, na região do Lageado e do Dom Antonio Barbosa e participou de uma tentativa de homicídio em um bar conhecido como Tapera. A vítima está na Santa Casa.


De acordo com o Major Marcos Paulo, comandante do Batalhão de Choque da Policia Militar em dezembro de 2012, Robson praticou vários assaltos no bairro Alves Pereira, e em um deles um dos moradores o segurou até a polícia chegar. Quando Robson foi preso ele ameaçou essa testemunha de morte. Mesmo preso, algumas pessoas ligadas a ele voltaram a casa desse senhor e no dia 25 de dezembro o mataram.


“Robson é um velho conhecido da policia, ele diz ser membro de organização criminosa”, comenta o Major.  Ele também é primo do menino de três anos atropelado por um motociclista, no domingo no bairro Tarsila do Amaral.


Um dos executores do assassinato a mando de Robson no dia 25 de dezembro de 2012, é um dos dois assaltantes mortos pelo sargento Gomes em uma casa lotérica no bairro Parati, no dia 11 de setembro deste ano.

Jornal Midiamax