Polícia

Prefeitura de Coxim exonera arquiteto preso pela Polícia Federal por corrupção

A Prefeitura de Coxim após seis dias da prisão em flagrante comunicou a exoneração do funcionário Gleiner Kim Shirota Ribeiro, de 26 anos, arquiteto e urbanista contratado desde 2009, que acumula entre outras funções, a responsabilidade de fiscalizar obras e edificações do município. Ribeiro foi preso pela Policia Federal na última quarta-feira (11), após denúncia […]

Arquivo Publicado em 18/04/2012, às 11h16

None

A Prefeitura de Coxim após seis dias da prisão em flagrante comunicou a exoneração do funcionário Gleiner Kim Shirota Ribeiro, de 26 anos, arquiteto e urbanista contratado desde 2009, que acumula entre outras funções, a responsabilidade de fiscalizar obras e edificações do município.


Ribeiro foi preso pela Policia Federal na última quarta-feira (11), após denúncia e investigação por vantagem indevida a uma prestadora de serviços. Segundo a polícia ele teria sido preso em flagrante de posse de dois cheques da cada um no valor de R$ 3,1 mil, ambos emitidos pela mulher representante da empresa prestadora de serviços.


Nesta terça-feira (17) a Prefeitura se pronunciou a respeito através da nota abaixo divulgada. Segundo a nota, a prefeitura desconhecia a prática e se declarou tão prejudicada quanto à população.


“A prefeitura Municipal de Coxim – MS desconhece qualquer envolvimento do funcionário com cobrança de propinas, até porque, caso tivesse conhecimento teria tomado as providências cabíveis.


Porém, ainda não se pode tomar conclusão acerca da realidade dos fatos, motivo pelo qual esta prefeitura Municipal aguardará a conclusão do inquérito policial e a apresentação de eventual denúncia pelo Ministério Público para se posicionar novamente. Enquanto aguarda a conclusão do inquérito policial, a prefeitura municipal de Coxim – MS exonerou o servidor.”

Jornal Midiamax